Hello world!

Welcome to WordPress. This is your first post. Edit or delete it, then start writing!

No caminho do GIT tinha um diretório vazio

Estou organizando aqui meu projeto e resolvi exportar o arquivo binário a ser gravado na placa para uma pasta na raiz do projeto. Reconfigurei a pasta, criei a pasta, atualizei o .gitignore para ignorar tudo o que estivesse dentro da pasta bin_out e voalá: push e tudo certo!

Mas para segurança fiz um clone e: A PASTA bin_out NÃO EXISTE!!!!

Pois é gente, isso pode acontecer sim! O GIT só versiona ARQUIVOS e seus caminhos. As pastas são recriadas por consequência!

Mas se o seu projeto é dependente desta pasta tem dois caminhos:

1 – Crie um arquivo tipo “ignore.me“.

ou

2 – Crie um arquivo .gitignore dentro da pasta, com este conteúdo:

 # Ignore tudo neste diretório * # Menos esse arquivo !.gitignore 

Dessa forma o arquivo .gitignore ficará invisível e o diretório estará sempre lá por causa desse arquivo.

Guia de sobrevivência a Startup Weekend – Mentores

Mentores… Ah mentores… Esses anjos e demônios que nos permeiam…

Para que o evento aconteça existe uma equipe de pessoas chamadas de mentores: empreendedores natos que tem suas várias startups e estão lá para te ajudar… Ou atrapalhar! Não que eles queriam atrapalhar, mas podem fazer isso sem querer (espero que seja sem querer).

Clique em “Leia mais…” para ler o artigo.

Continue lendo “Guia de sobrevivência a Startup Weekend – Mentores”

Guia de sobrevivência a Startup Weekend – Introdução

Bem, seja muito bem-vindo a minha apresentação do SW.

Você chegou até aqui por um (ou mais) dos três motivos:

  • você participou de uma Startup Weekend;
  • vai participar;
  • quer saber o que é que rola. 


A menos que você esteja no grupo dos que já participaram, já vou adiantar o fim da história: no fim todos ficam felizes para sempre!

Ahhhhh! Que mentirinha! Na verdade quando acaba o evento é que começa a história. Eu participei da SWInatel em 11 de abril e estou maluco até hoje!

A motivação desta apresentação é: vou participar da Startup Weekend que vai acontecer daqui 10 dias na Unifei, em Itajubá!

A SWInatel foi uma experiência reveladora mas caí de paraquedas. Nesta estarei participando para aproveitar 100% da oportunidade! E gostaria que todos cheguem com o seu máximo para crescermos virtiginosamente!

Nos próximos dez dias quero publicar pelo menos cinco textos que irão servir de suporte para quem vai encarar o desafio e tornar esta SW memorável!


Como funciona a Startup Weekend

Chega de lenga-lenga! A primeira coisa a se saber é: a SW é um jogo de negócios! E quando digo que é um jogo quero dizer que treino, sorte, liderança, equipe certa e muitos outros fatores vão influenciar na sua colocação. Quando acabarem as 54 horas você volta para a vida real e aí começa realmente o trabalho.

Explicando o modelo do jogo: depois das palestras motivantes que vão acontecer sexta, a partir das 18:00, todos que tiverem uma idéia terão um tempo (na SWInatel foi 1 minuto) para apresentá-la a todos os participantes. Cada participante apresenta sua idéia e a organização a resume em um quadro de descrição. Apesar de parecer pouco esse tempo é mais que suficiente se você estiver preparado. Por isso, se você acredita na sua idéia, vá preparado!

Apresentadas todas as idéias será iniciado uma votação e os “n” mais votados serão eleitos para serem desenvolvidos.

Para cada projeto espera-se que mais pessoas sejam necessárias para desenvolvê-la. Aqui começa a montagem dos grupos!

Caderninho na mão, você deve ficar de olho nos projetos que mais lhe interessaram! Vá até o líder e ofereça seus serviços para o projeto!

Desse ponto em diante a equipe terá as horas restantes para desenvolver o negócio, o produto e “vendê-lo” para a banca avaliadora.

Aqui vale um alerta: aquele slogan de “fazer uma empresa em 54 horas” é uma balela! Efetivamente você terá em torno de 40 horas para trabalhar (se você não precisa dormir, é claro!). O resto ficou perdido na introdução, pitch, seleção de projetos e apresentação.

Tá legal! Acho que já temos muita informação para esse primeiro texto, não é? No próximo vamos falar sobre o que é bom ter na mochila, os mentores e sobre a ferramenta CANVAS!

 Obrigado pela sua atenção e até já!

Feliz Casamento!

Olá Thiago e Taisa;

Parabéns por esse momento que vocês passam. Nos dias de hoje não é preciso coragem para casar, mas sim ” SABEDORIA”.
Não sou dotado de nenhum dos dois, mas durante o tempo que eu vivo junto (que é o que realmente importa), aprendi algumas coisas que podem fazer diferenca na vida de um casal:
– Não espere que o homem mude depois do casamento: ele não vai mudar. Na verdade muita coisa que a mulher acha que já mudou até o ponto em que casa vai se desfazer;
– Não espere que ela não mude! Com certeza ela vai mudar e muito! O tempo é severo com todos, mas com as mulheres ele é carrasco. Ela não vai ser linda e gostosa pra sempre, as transas vão se tornar responsabilidade (ao invés de prazer), e depois de ter filhos elas serão a sua sogra em uma versão piorada.
– Esqueca o “feminismo” no sentido que homens e mulheres tem direitos iguais. Isso é socialismo e não funcionou com nenhum país até hoje.
Deixem claro, deste de o comeco o que é responsabilidade do homem e o que é responsabilidade da mulher. Com isso muitos problemas serão evitados.
ex: Não é papel do homem dar bronca nos filhos (acredite, Takeharas são terríveis quando nervosos), não é papel da mulher fazer compras (nós homens somos menos impulsivos com chocolates e doces), etc.
– Por fim, não ouca conselho de ninguém (muito menos o meu) pois o casamento não tem nada haver com o papel e metodologia, mas com aprendizado! Esteja muito atento a cada passo para fazer o que é certo e quando errar, corrija antes de dormir ou vá dormir no sofá. Mas em momento algum ache que existe um jeito certo para ser.

Forte abraco e sucesso nessa jornada!
Taka, Fá e Pietro

Salvando sessão no EMACS

Fim de dia e tem que desligar o computador, certo? Dá maior preguiça ter que abrir tudo de novo no dia seguinte…

Isso não é diferente no Emacs, principalmente sendo o ambiente não tão “amigável” quanto as janelinhas dos OSs.

Bem, descobri o seguinte macete:

 


M-x desktop-save - Salva em um arquivo as configurações do desktop.
M-x desktop-read - Carrega as configurações do desktop, deixando do jeitinho
que estava quando foi salvo! 

Atualizando RUBYGEMs no Ubuntu 12.04 LTS

Estou experimentando o GitLab no meu computador e estou apanhando com o Wiki (tentando inserir figuras no documento). Daí ele deu a dica de instalar o Gollum (que é o “framework” de wiki usado pelo Gitlab) para poder executar o wiki localmente.

Aqui começou todo o problema: Ao tentar instalar usando o gem, um dos itens necessários para o funcionamendo do Gollum não consegue instalar em ruby 1.8, necessitando de pelo menos Ruby 1.9.2.

Só que para conseguir atualizar o gem, eu precisei de fazer o seguinte:

Continue lendo “Atualizando RUBYGEMs no Ubuntu 12.04 LTS”